domingo, 12 de maio de 2013

Jonathan Safran Foer - O escritor que virou substantivo





Meu primeiro contato com o escritor Jonathan Safran Foer foi indireto, através do filme "Uma Vida Iluminada". Na época que assisti, ainda não sabia que era uma adaptação do seu primeiro romance "Everything is Illuminated" (que no Brasil saiu com o título de "Tudo se Ilumina") escrito em 2002. Foer é um escritor americano, nascido em Washington em 1977. Formou-se em Filosofia na Universidade de Princeton. O livro "Tudo se Ilumina" foi sua tese de graduação em Princeton e possui traços autobiográficos, se inspirando na vida de seu avô materno, Louis Safran, um sobrevivente do Holocausto. No livro, Jonathan, um jovem judeu americano, viaja até a Ucrânia para tentar encontrar uma mulher que supostamente salvou a vida de seu avô na Segunda Guerra Mundial. Gostei demais do filme, tendo assistido inúmeras vezes. A história é ao mesmo tempo emocionante, engraçada e trágica. Tentei ler o livro em inglês, mas não consegui. Não sei se era porque meu inglês não era muito bom ainda, ou se ele é um pouco difícil de ler mesmo...

Poster do filme Everything is Illuminated




Com "Everything is Illuminated" Foer recebeu  premios como o National Jewish Book Award e o Guardian First Book Award.

Um tempo depois, descobri o livro "Extremamente Alto & Incrivelmente Perto" (Extremely Loud & Incredibly Close) que se tornou um dos meus livros favoritos.

Edição em Inglês

Edição Brasileira

Este foi o segundo romance escrito por Foer, que usa como pano de fundo os atentados de 11 de setembro de 2001 para contar a história de Oskar Schell, um menino muito peculiar e inteligente que perdeu o pai no atentado e tem que aprender a lidar com essa perda. Este livro foi muito criticado por ter tratado muito cedo, e com algum humor, dos atentados que os americanos ainda estavam sofrendo por digerir. O escritor se defendeu dizendo que se os jornalistas escreveram sobre o assunto, os artistas também deveriam poder escrever. 

Além da história de Oskar, há outra história sendo narrada no livro, que é a da vida de seus avós. O livro é bem diferente visualmente, possui várias fotos e imagens, assim como páginas em branco. Tudo se encaixa perfeitamente no decorrer da narração.








Ano passado, o livro foi adaptado para o cinema e ganhou o infeliz título de "Tão Forte e Tão Perto" em português. Foi alvo de muitas críticas, por ser extremamente sentimental. Eu concordo, pois dei o maior vexame no cinema de tanto chorar...se você leu o livro e gostou muito,  veja o filme mas se esqueça do livro, trate como duas obras diferentes. Para variar, o livro é muito, muito melhor! 

Poster do filme

Outros livros escritos por Foer:

Eating Animals (Comer Animais - 2009) -  primeiro livro de não ficção escrito quando sua mulher ficou grávida e ele decidiu parar de comer carne. Este livro é sobre a indústria do consumo de proteína animal nos EUA e foi tratado pela crítica como uma tentativa de promover uma conversão coletiva ao vegetarianismo.


Tree of Codes (2010) - o escritor usou sua história favorita do autor  Bruno Schulz (A Rua dos Crocodilos) para criar uma infinidade de novas possibilidades para ela, recortando palavras e trechos de cada página, de forma que, quando sobrepostas, formem novas leituras.

2 comentários:

  1. Já conhecia o autor e os livros citados mas, não sei porque cargas d' agua ainda não me animei a ler (fora que tenho uma pilha constante de livros do lado da cama que requerem a minha atenção).

    Pior, até tenho o Extremely Loud aqui em casa ( e comprei muito antes do filme sair). E vi o trailer do filme, gostei, pensei em ver e adivinhe? Acabei não vendo...vou fazer um download qualquer hora dessas.

    ResponderExcluir
  2. Adoro o Safran Foer também, Lia, fiquei completamente apaixonada pelo Oskar quando li o livro.
    Ando namorando esse Tree of Codes faz tempo, mas é muito caro. Já chegou a ver como é por dentro? Realmente um trabalho todo artesanal, tem buraquinhos nas páginas, como se as palavras tivessem sido recortadas. Deve ser interessante, mas por enquanto o preço tá muito salgado :)

    um abraço,

    Pipa

    ResponderExcluir

Adoro ler comentários...na medida do possível, responderei aqui mesmo