segunda-feira, 13 de maio de 2013

Bill Watterson e a oitava maravilha do mundo


Depois da Patricia falar sobre a fofa Mafalda e seu criador, Quino, hoje é a minha vez de dedicar meu amor imenso pelo terrível Calvin e o fofo Haroldo, criações do talentoso Bill Watterson. Conheci Calvin & Haroldo (Calvin & Hobbes no original) através do meu marido, quando ainda era  namorado. Quando minha filha era pequena, meu marido costumava ler as tirinhas para ela e era uma delícia ver o quanto ambos se divertiam. Ela gosta de lê-las até hoje. E nós também. No nosso primeiro Natal aqui nos Estados Unidos, comprei a caixa com a obra completa de presente para eles:

Todas as 3.160 tirinhas

Bill Watterson é um cartunista norte-americano, nascido em 1958. As tirinhas com os personagens Calvin & Haroldo começaram a ser publicadas em jornais em novembro de 1985 e foram produzidas até dezembro de 1995. Em 1986, Watterson se tornou a pessoa mais jovem a ganhar o prestigioso prêmio Reuben Award, como cartunista do ano, concedido pela National Cartoonists Society. Ganhou novamente em 1988 e foi nomeado em 1992. Declara ter sido influenciado pelos cartunistas Charles Schulz (Peanuts), Walt Kelly (Pogo) e George Herriman (Krazy Kat).




No período em que eram escritas, as tirinhas chegaram a ser publicadas em mais de 2.400 jornais e seus livros e coletâneas já venderam mais de 30 milhões de exemplares.

Primeira tirinha publicada

A última tirinha foi publicada em 31 de dezembro de 1995. Depois disso, Watterson se dedicou a pintura e nunca deu indícios de que algum dia iria dar continuidade a Calvin & Haroldo,  criar novos personagens ou dar início a novos projetos. Em uma entrevista ao jornal Cleveland Plain Dealer, da cidade em que mora atualmente, ele fala sobre os motivos de ter parado: 

"Eu fui sincero ao escrever, e tentei deixar este mundinho divertido, para que as pessoas se dessem ao trabalho de ler. Minha preocupação acabava aí. Você mistura um monte de ingredientes e, vez por outra, a reação funciona. Não sei explicar por que a tira deu tão certo, e não sei se conseguiria fazer de novo. Tem muita coisa que tem que se encaixar ao mesmo tempo.
Sempre é melhor sair antes da festa. Se eu tivesse aproveitado a popularidade da tira e me repetido por cinco, 10 ou 20 anos, as pessoas que agora ‘lamentam’ a falta de Calvin & Haroldo estariam me querendo morto e amaldiçoando os jornais por publicarem tiras tediosas e antigas como a minha ao invés de conseguir novos talentos com mais frescor. E eu concordaria com eles.
Acho que uma das razões pelas quais Calvin & Haroldo ainda tem público é porque decidi não continuar correndo até gastar os pneus. Nunca me arrependi de ter parado quando parei."

última tirinha

Watterson nunca permitiu o licenciamento dos seus personagens, diz que isso iria desvalorizá-los, assim como suas personalidades. Também recusou que fizessem uma versão animada de sua tirinha. Declarou: I wanted to draw cartoons, not run a empire (Queria desenhar cartoons, não dirigir um império).

Agora, vamos aos personagens...Calvin é um menino de 6 anos que, de acordo com a definição de um jornalista, um dia soa como um psicótico viciado em Ritalina e no outro, como um estudante de Yale.  O tigre Haroldo é seu bichinho de pelúcia e amigo imaginário, ganha vida somente quando estão sozinhos. O gato de Watterson, Sprite, inspirou a personalidade e atributos físicos do tigre. Calvin luta contra monstros de aveia no café da manhã e monstros feitos de bolhas de sabão na hora do banho. Se transforma em um Tiranossauro rex, inseto humano, capitão Nalpam e astronauta Spiff. Seus únicos medos: da babá Rosalyn e do escuro. 

A origem dos nomes dos personagens demonstra a vocação filósofica e debatedora das tiras de Watterson: Calvin - John Calvin (João Calvino) - teólogo responsável pelas reformas na Igreja Católica; Hobbes/Haroldo - Thomas Hobbes - cientista político e filósofo, autor do livro Leviatã. De uma maneira brilhante, Watterson trata de questões existenciais (Deus, homem, autoridade, ética) usando o cotidiano de um garoto de 6 anos.

Outros personagens dos livros: os pais de Calvin, sempre ocupados; Susie, a amiga-namorada-inimiga; Moe, o valentão da escola; Sra. Wormwood, a professora que vive tentando controlar o Calvin, nunca conseguindo; Rosalyn, a babá adolescente. 

Calvin é maravilhoso...é claro que eu não iria querer nunca um filho como ele, mas é divertidíssimo!! Adoro os títulos dos livros: Tem alguma coisa babando embaixo da camaOs dias estão simplesmente lotados (meu favorito), Felino selvagem psicopata assassino (o favorito da minha filha), O mundo é mágico...







Ano retrasado, os irmãos Tom e Dan Heyerman imaginaram como seria o Calvin 26 anos depois de sua criação; estaria casado com Susie e teria uma filha chamada Bacon (inspiração: Francis Bacon - filósofo) que herdaria o tigre Haroldo. Achei muito fofo!






Quanto ao título do post...é uma resposta dada ao jornal Cleveland Plain Dealer:

"Como você quer que as pessoas lembrem do menino de 6 anos e seu tigre?
Bill Watterson: Voto em Calvin e Haroldo, a Oitava Maravilha do Mundo."

5 comentários:

  1. Sou super fã de Calvin e Haroldo, e tenho planos de brevemente lançar um Blog sobre eles.Postagem super maneira, gostei muito.

    ResponderExcluir
  2. Adoro ler e amaria morar em uma biblioteca bemmmmm grande!!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá! Adorei conhecer o seu blog! Parabéns!

    Se quiser, passe no meu: http://ocotidianodecadadia.blogspot.com.br/

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Encontrei seu blog e é uma honra estar a ver e ler o que escreveu, quero felicitar-vos, pois é um bom blog, sei que irá sempre fazer o melhor, dando-nos boas noticias, e bons temas.
    Quero aproveitar a oportunidade para partilhar o meu blog : Peregrino E Servo.
    Vou ficar muito feliz se tiver a gentileza de fazer uma visita ao meu blog.
    PS. Se seguir, fique a saber que irei seguir também seu blog, se o conseguir encontrar.
    António Batalha.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Adoro ler comentários...na medida do possível, responderei aqui mesmo