quinta-feira, 29 de março de 2012

O Psicopata Americano - Bret Easton Ellis - Desafio Literário 2012 -Março



Tema: Serial Killer

Mês: Março

Um pouco sobre mim:

Eu sou: Lia

Moro em: Portage - Michigan - EUA

Na net, você me encontra: no blog Quero Morar em uma Livraria

Neste mês eu li:

Título: O Psicopata Americano (American Psycho)

Autor: Bret Easton Ellis

Editora: Rocco

Número de páginas: 485

O livro é sobre:  "a banalidade da violência, do consumo e do vazio da geração de yuppies que viveu sua juventude nos anos 80. O protagonista é Patrick Batemann, um jovem de 26 anos que de dia fatura uma fortuna trabalhando em Wall Street e à noite se acaba em festas regadas a cocaína e uísque. Quando se sente muito entediado, sai pelas ruas de Nova York assassinando brutalmente mendigos, torturando prostitutas e todos aqueles que de alguma forma o entediam. Sem piedade, sem remorso, sem consciência, em seguida saindo para tomar um drinque ou fazer compras em lojas de grifes. " (retirado do site da L&PM)

Eu escolhi este livro porque: nem sei porque na verdade...rs...tinha mais livros na lista, mas eram em inglês, então resolvi ler esse pois tinha o ebook em português.


A leitura foi: muito complicada. Primeiro, achei o início bem enrolado, a história demora para deslanchar. Eu já sabia o que ia acontecer, pois tinha visto o filme quando foi lançado, só não lembrava dos detalhes. E nem lembro se o filme é tão violento quanto o livro; foi uma das raras vezes que precisei parar de ler, pois estava quase passando mal...pulei varias páginas, realmente não conseguia ler tudo. Se você tem estômago fraco, não leia esse livro! Não é por causa do suspense, ou violência, é nojento mesmo. As cenas de sexo são fortíssimas e os assassinatos...nem tenho palavras para descrever como são horríveis!

A nota que dou para o livro: 2. Preciso explicar: o livro é bem escrito, apesar das cansativas descrições e citações de marcas dos mais variados produtos como cremes, shampoos, objetos de decoração, roupas, sapatos, etc, mas é violento demais, não é um gênero que eu curta ler. Eu quase desisti de ler o livro reserva, de tanto que esse livro me traumatizou..rs

(nota de 1 a 5, sendo: 1- Não gostei 2- Gostei pouco; 3- Gostei; 4- Gostei bastante; 5- Adorei)

Curiosidade:

A editora que inicialmente iria publicar o livro em 1991 acabou recusando-o devido aos inúmeros protestos de associações feministas. Em 2000, o livro foi adaptado para o cinema,  com Christian Bale no papel principal.


5 comentários:

  1. Ah, vi o filme. Ao ler a primeira parte da sua resenha não associei o livro ao filme com o Bale. Essa leitura, eu passo.

    ResponderExcluir
  2. Nossa Lia, eu também precisei parar viu..

    ResponderExcluir
  3. Nossa Lia, também precisei parar viu...

    ResponderExcluir
  4. Li duas vezes e gostei muito. Faz um retrato bem negativo do modelo consumista yuppie. Egoísta, sexista, racista, misógeno, consumista e por aí vai. Realmente as descrições não são das mais agradáveis, como também não são os temas que se propõe a debater.

    ResponderExcluir

Adoro ler comentários...na medida do possível, responderei aqui mesmo