segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Voltamos com a programação normal...

Enfim...passou Natal, Ano Novo e graças a Deus que por aqui não tem Carnaval, então para mim o ano de 2012 oficialmente começa essa semana...minha filha voltou para escola e eu para rotina normal. Estou com vários posts atrasados; já li o primeiro livro do Desafio Literário do mês de janeiro e acho que essa será a primeira resenha.

Como ainda não havia desejado Feliz Ano Novo, resolvi postar aqui um poema do Drummond que posto todo início de ano, porque é bonitinho demais. Ele faz parte desse livrinho fofo, que comprei faz tempo, com poemas relacionados ao Natal, fim de ano e tudo mais:









Receita de ano novo  - Carlos Drummond de Andrade

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)

Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre."
Vamos experimentar fazer esse ano novo, novo mesmo?? Eu vou pelo menos tentar...

10 comentários:

  1. Feliz Ano Novo, Lia!
    Tô curiosa com as resenhas do desafio!
    =)

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Aline
    Obrigada, para vc tb...bjs

    ResponderExcluir
  3. MUITO LINDDDOOOOOO!!!
    Obrigada por compartilhar tanta coisa linda de se ler, viver e sentir!
    Beijinho com um 2012 super feliz e recheado de leitura!!!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, Marcia! Bom ter esse retorno! Bjs

    ResponderExcluir
  5. eeee já estava sentindo sua falta aqui =)
    welcome back, my dear =*

    ResponderExcluir
  6. Thanks, Ju!
    E vem muito mais por aí!! Bjs

    ResponderExcluir
  7. Lindo! Tenho esse livrinho. Li no final do ano passado. Uma delícia! Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Feliz ANO NOVO Lia, aliás FELIZ ANO TODO!!!
    Que DEUS ilumine e abençoe você e sua família!!!
    Adorei o poema... Acho que a cada dia Deus nos dá uma página em branco e novinha, para começarmos a escrever uma linda história!!! Beijãoooo
    obs (hoje que voltei, hehe)

    ResponderExcluir
  9. Bonitinho, ne, Cecilia? Bjs

    Oi, Alinny
    Para vc tb, obrigada!! Bjs

    ResponderExcluir
  10. Liaaaaa, feliz ano novo rsrsrs Adoro esse poema do Drummond, que tudo o que escreve é lindo. Pensar que o novo dorme dentro de nós é instigante, não acha?

    Vamos ver se acordamos... Bem vinda!

    ResponderExcluir

Adoro ler comentários...na medida do possível, responderei aqui mesmo