terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Gourmet Rhapsody - Muriel Barbery - Livro reserva Desafio Literário (Janeiro)


Tema: Literatura Gastronômica

Mês: Janeiro - Livro reserva

Um pouco sobre mim:

Eu sou: Lia

Moro em: Portage - Michigan - EUA

Na net, você me encontra: no blog Quero Morar em uma Livraria


Neste mês eu li:

Título: Gourmet Rhapsody (A Morte do Gourmet)

Autor: Muriel Barbery

Editora: Europa Editions

Número de páginas: 160

O livro é sobre: Os últimos dias de um famoso gourmet francês, que, ao saber que vai morrer, tenta desesperadamente relembrar um sabor perdido.

Sinopse: "Pierre Arthens é o maior crítico de gastronomia do mundo, com o poder de fazer e desfazer o renome dos grandes chefs. Restam-lhe poucas horas de vida e ele só tem uma obsessão: relembrar o gosto de algo que comeu há muitos anos, talvez uma guloseima na infância, ou uma iguaria em um dos tantos jantares nos restaurantes consagrados. Na ânsia de encontrar esse sabor escondido nos limbos da memória, e que de bom grado ele trocaria por todos os néctares que provara na vida, o gourmet agonizante passa em revista sua carreira. Revive com o mesmo deleite a descoberta da culinária japonesa, a degustação de um tomate fresco, de um pãozinho crocante ou de uma maionese caseira. Esse astro da gastronomia fora um homem ambicioso, implacável com os que gravitavam ao seu redor: a família, as amantes, os discípulos, os animais de estimação, e também a impagável concierge do luxuoso prédio em que vive, no centro de Paris." (Skoob)

Eu escolhi este livro porque: gostei demais do primeiro livro da escritora publicado no Brasil (segundo escrito), "A Elegância do Ouriço". Achei que a leitura seria tão boa quanto, mas me decepcionei um pouco.

Não sei se foi por ter lido em inglês; tenho percebido que há certos livros, mais "introspectivos", talvez sejam melhor compreendidos em português. Pelo menos é o que tem acontecido comigo. Acho que seria como ler Clarice Lispector em outra língua, muda tudo...

Como "Gourmet Rhapsody" lida muito com sensações, descrições de sabores, reminescências, acredito que fica mais complicado ler em uma língua que não compreendo totalmente ainda. Achei a história bem interessante, apesar de ter me cansado um pouco de tanta descrição de pratos que não conheço, mas a parte das lembranças dos simples sabores que marcaram a vida do personagem até que foi bonita. O modo como o livro foi escrito também é legal, intercalando lembranças de pratos com depoimentos dos familiares, amigos, vizinhos e até de animais de estimação, sobre o crítico. Por sinal, o homem é odiado por quase todos.

Valeu a leitura, mas quero relê-lo em português. Ah, o sabor perdido só é reencontrado no final do livro; e claro que não vou contar qual é...mas é uma coisa tão simples...rs

 
O que mais me chamou atenção na capa foi: não achei essa capa bonita; a da edição brasileira é mais interessante.

A leitura foi: complicada. Demorei demais para ler, não sei se porque era em inglês ou porque o tema não me interessou muito mesmo.

Trecho que mais gostei: "What do you think, old madman, what do you think? That if you find a lost flavor you will eradicate decades of misunderstanding and find yourself confronted with a truth that might redeem the aridity of you heart of stone?" (Depoimento de Paul - acho que é o neto ou sobrinho dele)

 
A nota que dou para o livro: 3

(nota de 1 a 5, sendo: 1- Não gostei 2- Gostei pouco; 3- Gostei; 4- Gostei bastante; 5- Adorei)

Sobre a escritora:



Muriel Barbery nasceu a 28 de Maio de 1969 em Casablanca, Marrocos e foi criada na França. Entrou para o École Normale Supérieure de Fontenay-Saint-Cloud em 1990 e obteve seu diploma em Filosofia em 1993. Atualmente vive no Japão com seu marido Stéphane.
 

2 comentários:

  1. Vou ser bem sincera com você: não li o post. Mas tenho um bom motivo.
    Desde que comecei a fazer a pesquisa pra elaborar a lista do desafio, encontrei esse título e ainda não comprei. Estou louca para lê-lo, ainda mais depois das boas críticas que li a respeito d'A elegância do ouriço.
    Mas então, não li o post porque a primeira frase que "pesquei" dele foi vc dizendo que se decepcionou um pouco.

    Que comentário desnecessário esse meu, né? rs Vim só dizer que também quero ler esse livro e que volto para ler sua resenha depois que tirar minhas conclusões hehe

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mirtes
    Nao tem problema vc nao ter lido a resenha; assim vc nao fica influenciada por minha opiniao...eu tb adorei "A Elegancia do Ourico". Depois volte aqui e conte o que achou qdo conseguir ler o livro. Bjs

    ResponderExcluir

Adoro ler comentários...na medida do possível, responderei aqui mesmo