sexta-feira, 29 de julho de 2011

Entrevista para o blog Mãe é tudo igual




Fui entrevistada pela querida Vanessa do otimo blog Mãe é Tudo Igual . Na entrevista, conto como é a escola da minha filha e como foi a adaptacao dela nos Estados Unidos. Quem quiser ler, é so clicar aqui . Obrigada, Vanessa, adorei participar!!

Resultado do sorteio

Pronto, era para ter saido ontem mas estou enrolada arrumando malas e acabei esquecendo...Como sou boazinha e o blog vai fazer aniversario em agosto, vou sortear os dois livros!! E quem ganhou "The Jane Austen Book Club" foi:

28 - Anônimo disse...
Olá Lia e Amigos(amantes da leitura)!

A minha escolha é pelo livro "The Jane Austen Book Club", caso fosse sorteada.

abraço, Angélica

Parabens, Angelica!!

E o outro "The Guernsey Literary and Potato Peel Pie Society "



46 - flavia lima disse...
Mais um para minha coleção,rs,vai que a sorte hoje tá para meu lado.O segundo livro me interessa mais...
Viu, Flavia? A sorte estava do seu lado mesmo!! Parabens!!

Ja mandei um e-mail para as ganhadoras, fiquem espertas e respondam logo, senao faco o sorteio de novo! E obrigada a todos pela participacao; espero fazer mais sorteios, agora direto dos EUA!!

domingo, 24 de julho de 2011

Anna e o Beijo Francês - Stephanie Perkins


“Isto é tudo o que sei sobre a França: Madeline, Amélie e Moulin Rouge. A Torre Eiffel e o Arco do Triunfo também, embora eu não saiba qual a verdadeira função de nenhum dos dois. Napoleão, Maria Antonieta e vários reis chamados Louis. Também não estou certa do que eles fizeram, mas acho que tem alguma coisa a ver com a Revolução Francesa, que tem algo a ver com o Dia da Bastilha. O museu de arte chama-se Louvre, tem o formato de uma pirâmide, e a Mona Lisa vive lá junto com a estátua da mulher sem braços. E tem cafés e bistrôs — ou qualquer nome que eles dão a estes — em cada esquina... Não é que eu seja ingrata, quero dizer, é Paris. A Cidade Luz! A cidade mais romântica do mundo.”

Sinopse: "Anna Oliphant não está nada entusiasmada com a ideia de se mudar para Paris, já que seu pai, um famoso escritor norte-americano, decidiu enviá-la para um colégio interno na Cidade Luz. Anna prefere ficar em Atlanta, onde tem um bom emprego, uma melhor amiga fiel e um namoro prestes a acontecer. Mas, ao chegar a Paris, Anna conhece Étienne St. Clair, um rapaz inteligente, charmoso e bonito. Só que Etiénne, além de tudo, tem uma namorada... Anna e Etiénne se aproximam e as coisas ficam mais complicadas. Será que um ano inteiro de desencontros em Paris terminará com o esperado beijo francês? Ou certas coisas simplesmente não estão destinadas a acontecer?"

Vou começar contando que iniciei esse livro as oito da noite e só parei de ler quando terminei-o, as três horas da manhã...que leitura gostosa! Pode parecer mais um daqueles romances juvenis, bobinho, mas adorei! Primeiramente, porque se passa na cidade dos meus sonhos, que um dia irei conhecer (se Deus quiser e o dinheiro ajudar...rs). É impossível não querer estar na pele de Anna, passeando pelos lugares famosos e históricos, como a Catedral de Notre-Dame, o Arco do Triunfo e até a livraria Shakespeare and Company. Muita gente pode imaginar como alguém poderia achar ruim ir estudar na maravilhosa Cidade Luz, como acontece com Anna no começo, mas eu entendo (mais ou menos...rs)...quem não foi adolescente que atire a primeira pedra! Largar a vida que gosta para trás, os amigos, paqueras...mesmo que seja para ir para um ótimo lugar não é muito fácil mesmo.

Voltando ao livro...o que é esse St. Clair, meu Deus do céu?!? Fiquei morrendo de vontade de ser jovem novamente para encontrar um garoto como ele e me apaixonar pela primeira vez..rs..ele é fofo demais! Não é perfeitinho, como muitos mocinhos em sucessos recentes, tem seus defeitos, suas insegurancas, mas  é encantador e apaixonante. Vou confessar que tive vontade de dar uns tapas nessa Anna algumas vezes e que fiquei impaciente com o fato do romance não se desenrolar logo, com tantos encontros e desencontros...

Adorei o fato de Anna ser apaixonada por cinema e citar tantos filmes bons, como um da Sofia Coppola que é um dos meus preferidos, Lost in Translation. Achei  engraçado  o pai de Anne lembrar bastante o escritor Nicholas Sparks, que escreve livros com finais quase sempre tristes, nos quais a heroína ou herói, morre de alguma forma trágica ou tem alguma doença incurável....adoro os livros dele, mas esses finais as vezes cansam...rs

Finalizando, o livro é uma graça, a leitura, deliciosa..ri, chorei, fiquei agoniada para eles se acertarem..vale a pena!

"É possível que lar seja uma pessoa e não um lugar?"


 Site da escritora:  http://stephanieperkins.com/. Nele, podemos ver os próximos lançamentos da autora, como esse:


Lançamento: 29 de setembro de 2011 nos EUA (oba, vou poder comprar logo!). O outro livro se chama Isla and the Happily Ever After e será lançado apenas no outono de 2012. Ah, o blog dela é  legal também.

Obs. Tem sorteios rolando no meu blog, fiquem espertos e participem!!

sábado, 23 de julho de 2011

Sorteio Vapt-Vupt - Inscricoes Encerradas

E vem mais sorteio por ai...trouxe dois livros em inglês lá dos EUA e resolvi sortear para vocês....São eles:


The Jane Austen Book Club - Karen Joy Fowler

Sinopse: A história gira em torno de um clube do livro, composto por cinco mulheres e um homem, que se reunem uma vez por mês para discutir os seis romances de Jane Austen. Cada um dos seis capítulos é dedicado a um dos seis membros do clube do livro com seu respectivo romance de Austen. São pessoas comuns, nem felizes nem infelizes, mas cada um deles feridos em diferentes modos. Por seis meses eles se encontram, casamentos são testados, romances se iniciam, inadequados arranjos se tornam adequados.

O livro foi adaptado para o cinema em 2007 por Robin Swicord. Eu assisti o filme mas ainda não li o livro, mas pelo jeito são bem parecidos.



The Guernsey Literary and Potato Peel Pie Society - Mary Ann Shaffer and Annie Barrow

A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata - Sinopse: O título conta a história de Juliet Ashton, uma escritora em busca de um tema para seu próximo livro. Ela acaba encontrando-o na carta de um desconhecido de Guernsey, Dawsey Adams, que entra em contato com a jornalista para fazer uma consulta bibliográfica. Começa aí uma intensa troca de cartas a partir da qual é possível identificar o gosto literário de cada um e o impacto transformador que a guerra teve na vida de todos. As correspondências despertam o interesse de Juliet sobre a distante localidade e narram o envolvimento dos moradores no clube de leituras – a Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata –, além de servirem de ponto de partida para o próximo livro da escritora britânica.

O clube, criado antes de existir de fato, foi formado de improviso, como um álibi para proteger seus membros dos alemães. O que nenhum dos integrantes da Sociedade imaginava era que os encontros pudessem aproximar os vizinhos, trazer consolo e esperança e, principalmente, auxiliar a manter, na medida do possível, a mente sã. As reflexões e as discussões a respeito das obras os livraram dos pensamentos sobre as dificuldades que enfrentavam e ainda serviram para aproximar pessoas de classes e interesses tão díspares, de pescador a frenólogo, de dona de casa a enfermeira.

Instigada pela força dos depoimentos, a jornalista decide visitar Guernsey, onde a convivência com as pessoas que conheceu por cartas e a descoberta sobre as experiências dos ilhéus lhe dão uma nova perspectiva. A viagem proporciona à escritora mais do que material para seu livro. Guernsey oferece a chance de recomeçar após a Guerra, fazer amizades sinceras e encontrar o amor – em suas diversas formas. O que ela encontra por lá, e as relações que trava, mudam sua vida para sempre.

Amo de paixão esse livro; é um dos meus favoritos!!

Para participar do sorteio basta apenas deixar nos comentários qual livro prefere; o sorteio se inicia hoje e vai até dia 28/07. Quem ganhar deverá responder logo para eu poder enviar o livro a tempo...

O sorteio estará aberto para quem mora no exterior tambem, basta apenas ter endereço de entrega no Brasil. Vamos participar!!

UPDATE: Não fiz um formulário para o sorteio porque fiquei com preguiça...rs...se quiserem deixar um email para contato, fiquem a vontade, mas não é obrigatório; só ficará mais fácil para avisar se for o ganhador. Ah, e ainda está rolando o sorteio do livro da Glorinha, Na esquina do tempo nº 50. Para participar basta clicar aqui .

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Kafka e a Boneca Viajante - Jordi Sierra i Fabra




Sinopse: Um ano antes de sua morte, Franz Kafka viveu uma experiência singular. Passeando pelo parque de Steglitz, em Berlim, encontrou uma menina chorando porque havia perdido sua boneca. Para acalmar a garotinha, inventou uma história: a boneca não estava perdida, mas viajara, e ele, um "carteiro de bonecas", tinha uma carta em seu poder que lhe entregaria no dia seguinte. Naquela noite, ele escreveu a primeira de muitas cartas que, durante três semanas, entregou pontualmente à menina, narrando as peripécias da boneca em todos os cantos do mundo. Inspirado por esta história pouco conhecida de Kafka, contada por Dora Diamant, companheira do escritor na época, Jordi Sierra i Fabra recria as cartas nunca encontradas e que constituem um dos mistérios mais belos da narrativa do século XX.

 
"Ela chorava em pé, desconsolada, tão angustiada que parecia trazer no rosto toda a dor e a aflição do mundo."

 
Se eu fosse usar somente uma palavra para descrever esse livro seria "encantador". Um livro curto, li em apenas uma manhã, mas que nos deixa com um sorriso no rosto e com um gostinho de "quero mais"...Baseado em uma história real da vida do escritor Franz Kafka, o autor consegue recriar primorosamente as nunca encontradas cartas escritas pela boneca "Brigida" que, de acordo com ele, agora na profissão de "carteiro de bonecas", havia partido para uma vida de viagens e aventuras.

No começo, a ideia era diminuir a tristeza da menina Elsi, que ele encontra no parque chorando, desolada, por ter perdido sua boneca.

"Por que a dor infantil é  poderosa? A situação era real. A relação de uma menina com sua boneca é das mais fortes do universo. Uma força descomunal movida por uma tremenda energia."

Mas Elsi fica tão feliz que ele acaba dando continuidade as viagens e aventuras da boneca; cada dia a carta vem de um lugar diferente: Londres, Paris, Viena, Veneza, Espanha, Grécia, Hungria, Africa, Tóquio, Nova Iorque, China...muitos lugares diferentes e muitas aventuras maravilhosas. Com essas cartas, Elsi aprende a lidar com perdas; ao mesmo tempo que a boneca "cresce" e se aventura cada vez mais, a menina tambem cresce. Mas uma hora, surge uma dúvida: " De quantas cartas Elsi precisaria para ser feliz? E Brigida, de quantas para se libertar?"


A partir desse momento, acompanhamos o sofrimento do escritor para bolar um final para as aventuras, um final  tão brilhante e feliz que faria a menina  não  mais sofrer pela perda da boneca e continuar na inocência e pureza da infância.

 "Salvar uma menina não era salvar o mundo? [...] Pelo menos teria cumprido sua tarefa, impedindo que uma enorme ferida marcasse a vida de Elsi por causa da perda de Brígida ."

Durante anos, o estudioso de Kafka Klaus Wagenbach procurou a menina pelos arredores do parque, casa por casa, interrogou os vizinhos, colocou anúncios nos jornais, tudo em vão...Nunca perdeu as esperanças, sempre sonhando como o milagre de encontrá-la e perguntar se guardara aquelas cartas, que constituíam um dos documentos mais importantes de um dos mais importantes artistas do seculo XX.


quarta-feira, 13 de julho de 2011

Sorteio: Parceria Quero Morar em uma Livraria e Café com Bolo

E eu não avisei que teria sorteio?? Este será apenas o primeiro, mais virão...



E o primeiro é resultado de uma parceria com a querida Glorinha, do delicioso blog Café com Bolo ...O prêmio do sorteio será o livro recém-lançado por ela, Na Esquina do Tempo Nº 50. Eis uma pequena biografia da autora:


Nascida em Laranjeiras, Rio de Janeiro, em setembro de 1957, Gloria Leão formou-se em Publicidade e Propaganda pela ECO/ UFRJ. Escreve poemas, contos e romances e mantém os blogs Café com Bolo (www.cafecomglorinha.blogspot.com) e Café com Bolo & Poesia (www.clubecafelivros.blogspot.com).

Em dezembro de 2010 recebeu menção honrosa no Concurso Literário da UFF e sua crônica foi selecionada e faz parte da Antologia de Contos e Crônicas Comemorativa do Jubileu da Universidade.

Em abril de 2011 lançou seu primeiro livro de contos: Na Esquina do Tempo Nº 50, sobre mulheres na maturidade, pela editora Multifoco.




"Este livro é um pequeno relato de todas as mulheres que cabem em mim, em todas nós.Todas elas sempre conviveram dentro de nosso corpo e de nossa alma, mas só agora, na maturidade, deixamos que aflorem, cada uma com sua força, seus defeitos, seus ensinamentos, suas chatices. Somos todas, partes da mesma natureza feminina, um mundo de hormônios a fervilhar a vida toda, que de repente, param e nos deixam sós conosco mesmas. Mas a ausência deles não nos esvazia, pelo contrário, nos faz enxergar, ou pelo menos deveríamos, como somos belas, plenas e elaboradas. Nenhuma mulher passa incólume por esse limiar: cabe a cada uma tirar o melhor de si mesma, aprendendo os modos de (se) usar a menopausa e a maturidade.

Misto de ficção e relatos pessoais, Na Esquina do Tempo Nº 50, trata das dores e delícias da chegada feminina à maturidade, à fase que nossas mães chamavam de "idade dos calores".Calores sim, em todos os sentidos, pois é um momento pelo qual nenhuma mulher passa incólume: seja por conta dos inúmeros questionamentos internos, seja pelos sintomas físicos e emocionais da falta de hormônios.Pode -se atravessar essa época da vida tirando o melhor dela ou apenas, sobrevivendo." Glorinha Leão

E agora, as regras do sorteio:

1- Ser residente no Brasil ou ter um endereco de entrega aqui;
2 - Seguir o blog Quero Morar em uma Livraria e o blog Café com Bolo;
3 - Deixar um comentário neste post dizendo: " Quero conhecer "Na Esquina do Tempo Nº 50" com os blogs Quero Morar em uma Livraria e  Café com Bolo"

4 - Preencher o formulário
Duração: de  13 de julho a 13 de agosto 2011.
Data do sorteio: 13 de agosto de 2011.

Quem divulgar o sorteio, tem direito a mais um número. Vale Twitter, blog, Facebook...só precisa deixar o link preenchendo o formulário mais uma vez. O livro será enviado pela autora.



sábado, 9 de julho de 2011

O Tempo entre Costuras - Maria Dueñas


Sinopse: Sira Quiroga é a encantadora costureira que protagoniza esta aventura. Um dia, Sira se apaixona loucamente e parte de Madri para o romântico Marrocos, meses antes da Guerra Civil Espanhola (1936-1939), para ter sua inocência triturada pelos caminhos da vida. Porém, se transforma uma vez mais para mergulhar, durante a Segunda Guerra Mundial, em um novo mundo, agora repleto de espiões, impostores e fugitivos.

Havia lido sobre esse livro em algum blog, acho que foi no da Vivi do Romance Gracinha e a sinopse prendeu minha atenção. Nao encontrei esse livro para vender lá nos EUA; percebi que livros de autores espanhóis e italianos (como Federico Moccia) são dificeis de achar nas livrarias americanas. Resolvi deixar para comprá-lo quando viesse para o Brasil e foi o que fiz. Não me arrependi, o livro é muito gostoso de ler, nos envolve totalmente...para que não gosta de se prender em um unico estilo  é a leitura ideal, pois podemos encontrar de tudo nele: romance, suspense, aventura e fatos reais misturados a ficção. São raros os livros que me deixam com saudades dos personagens, este foi um deles.

 É impressionante a transformação da protagonista, de uma simples e modesta costureira a uma mulher chique, segura e com uma missão importantissima em plena Segunda Guerra Mundial. Me apaixonei por ela e torci muito para que ela reencontrasse o amor depois de tanto sofrimento...e o final não deixou a desejar!! São quase 500 paginas mas passa em um instante, tão envolvente que é a história.

Sobre a autora: María Dueñas é doutora em Filologia Inglesa e professora titular da Universidade de Múrcia. Deu aulas em universidades norte-americanas, é autora de trabalhos acadêmicos e participou de diversos projetos educacionais, culturais e editoriais.   É comparada a Carlos Ruiz Zafón por sua prosa hipnotizadora e a forma cheia de imaginação e delicadeza com que combina fatos e personagens reais com ficcionais.



Para ter uma ideia de como a prosa de escritora nos envolve, aqui vai o inicio do livro:
“Uma máquina de escrever detonou meu destino. Foi uma Hispano-Olivetti, e dela me separou durante semanas o vidro de uma vitrina. Visto hoje, do parapeito dos anos passados,  é dificil acreditar  que um simples objeto mecânico pudesse ter potencial suficiente para alterar  o rumo de uma vida e fazer e dinamitar em em quatro dias todos os planos traçados para  sustenta-la. Pois assim foi, e nada pude fazer para  impedir.

Não eram, na realidade, grandes projetos os que eu acalentava na época. Tratava-se apenas de aspirações próximas, quase domésticas, coerentes com as coordenadas do local e do tempo que me correspondeu viver; planos de futuro acessiveis, bastando esticar um pouco as pontas dos dedos.”