sábado, 9 de julho de 2011

O Tempo entre Costuras - Maria Dueñas


Sinopse: Sira Quiroga é a encantadora costureira que protagoniza esta aventura. Um dia, Sira se apaixona loucamente e parte de Madri para o romântico Marrocos, meses antes da Guerra Civil Espanhola (1936-1939), para ter sua inocência triturada pelos caminhos da vida. Porém, se transforma uma vez mais para mergulhar, durante a Segunda Guerra Mundial, em um novo mundo, agora repleto de espiões, impostores e fugitivos.

Havia lido sobre esse livro em algum blog, acho que foi no da Vivi do Romance Gracinha e a sinopse prendeu minha atenção. Nao encontrei esse livro para vender lá nos EUA; percebi que livros de autores espanhóis e italianos (como Federico Moccia) são dificeis de achar nas livrarias americanas. Resolvi deixar para comprá-lo quando viesse para o Brasil e foi o que fiz. Não me arrependi, o livro é muito gostoso de ler, nos envolve totalmente...para que não gosta de se prender em um unico estilo  é a leitura ideal, pois podemos encontrar de tudo nele: romance, suspense, aventura e fatos reais misturados a ficção. São raros os livros que me deixam com saudades dos personagens, este foi um deles.

 É impressionante a transformação da protagonista, de uma simples e modesta costureira a uma mulher chique, segura e com uma missão importantissima em plena Segunda Guerra Mundial. Me apaixonei por ela e torci muito para que ela reencontrasse o amor depois de tanto sofrimento...e o final não deixou a desejar!! São quase 500 paginas mas passa em um instante, tão envolvente que é a história.

Sobre a autora: María Dueñas é doutora em Filologia Inglesa e professora titular da Universidade de Múrcia. Deu aulas em universidades norte-americanas, é autora de trabalhos acadêmicos e participou de diversos projetos educacionais, culturais e editoriais.   É comparada a Carlos Ruiz Zafón por sua prosa hipnotizadora e a forma cheia de imaginação e delicadeza com que combina fatos e personagens reais com ficcionais.



Para ter uma ideia de como a prosa de escritora nos envolve, aqui vai o inicio do livro:
“Uma máquina de escrever detonou meu destino. Foi uma Hispano-Olivetti, e dela me separou durante semanas o vidro de uma vitrina. Visto hoje, do parapeito dos anos passados,  é dificil acreditar  que um simples objeto mecânico pudesse ter potencial suficiente para alterar  o rumo de uma vida e fazer e dinamitar em em quatro dias todos os planos traçados para  sustenta-la. Pois assim foi, e nada pude fazer para  impedir.

Não eram, na realidade, grandes projetos os que eu acalentava na época. Tratava-se apenas de aspirações próximas, quase domésticas, coerentes com as coordenadas do local e do tempo que me correspondeu viver; planos de futuro acessiveis, bastando esticar um pouco as pontas dos dedos.”


 

5 comentários:

  1. Nusss Lia, vou ter que ler este livro agora... Será que é fácil de encontrar? Eu adoro histórias que envolvam a Segunda Guerra Mundial... Adoro também obras em que a protagonista se transforma... Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lyra
    Eh facil sim; comprei no Submarino. Vale a pena sim, pode ler que vai gostar! bjs

    ResponderExcluir
  3. Menina,!
    Eu ganhei este livro de presente de meu filho, li e adorei.
    Acho que você também irá gostar, a leitura é dinâmica e a estória bem interessante e daquelas que prende o leitor.
    bjs cariocas

    ResponderExcluir
  4. Lia, consegui encontrar esse livro aqui em Tubarão/SC, cidade que moro...

    ResponderExcluir

Adoro ler comentários...na medida do possível, responderei aqui mesmo