quarta-feira, 29 de junho de 2011

Quarto - Emma Donoghue

Sinopse

"Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la. O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar."

Ha algum tempo atras a estoria desse livro soaria absurda mas hoje em dia, infelizmente, nao é mais. Aos poucos casos horriveis como esse (que é ficcao) vao sendo revelados, como o que ocorreu na Austria, onde um pai manteve a filha em carcere privado por 17 anos e teve 7 filhos com ela. A primeira vista, parece ser um livro assustador e chocante, tanto que demorei para ter coragem de le-lo. Mas comecei a ler otimas criticas sobre ele e decidi entao, compra-lo. Nao me arrependi...Jack é  encantador, da vontade de cuidar dele, protege-lo e tambem bater um papo com ele, de tao espirituoso que é.

O livro todo é narrado do ponto de vista do menino e isto nao torna o livro infantil de maneira nenhuma; mostra o mundo de Jack, o Quarto (tudo que o menino nomeia tem letras maisculas: a Mae, o Tapete, a Mesa, a Cama, etc), desde que nasceu e a rotina criada de um modo brilhante pela mae para que ele nao perceba que esta em cativeiro. Desse modo, para ele o mundo é seu quarto e o La Fora nao faz parte do mundo. O unico contato que ele tem com o mundo é atraves da televisao, mas sua mae nao o deixa assistir muito  e ele cresce acreditando que tudo que ve na TV é fantasia, nao existe na realidade.


SPOILER - Na duvida coloquei isso como spoiler mas acho que nao é nada muito revelador; acho que ja da para imaginar com a leitura da sinopse que isso ira acontecer. Se nao quiser saber muito sobre o restante da estoria, nao leia.

 Para mim, a parte mais dificil  é a adaptacao de Jack ao La Fora...tudo para ele é novidade, muito ele sequer imaginava existir... é um choque muito, muito grande. Imagine viver fora do mundo e de repente ter que se adaptar a esse mundo diferente de tudo o que esta acostumado. Para a Mae, tambem nao é muito facil, mas ela quer mostrar tudo o que ele nao conhece e isto o assusta demais. Um trecho bonitinho:

"No quarto a gente sabia como tudo se chamava, mas no mundo tem tanta coisa que as pessoas nem sabem os nomes."

Nao é muito facil escrever sobre este livro; acredito que sua leitura sera uma experiencia diferente para cada pessoa. Mas aconselho extremamente a leitura a todos, o mais rapido possivel!

"Quarto é a mais rara das entidades: uma obra de arte inteiramente original. `E com a intencao de fazer o supremo elogio possivel que afirmo ser incapaz de compara-lo a qualquer outro livro. Basta dizer que ele é potente, sombriamente belo e revelador." (Michael Cunningham, autor de As Horas)

5 comentários:

  1. Amo quando um livro mostra de forma fictícia a realidade. Apesar de não ser minha leitura eu vou querer lê-lo sim.

    ResponderExcluir
  2. Ei Lia,

    Bem vinda de volta :)

    Eu resenhei este livro esta semana também, amei a história. Achei muito lindo a forma como a autora narrou tantas atrocidades de um jeito mais "leve" já que na visão de Jack elas não eram tão ruins como seria se a mãe tivesse contando.

    Na minha resenha não contei sobre o "depois" deixei o mistério mesmo. :)

    bjos
    Nanda

    ResponderExcluir
  3. Oi, Juliana
    Eh muito bonito, vale a pena sim..bjs

    Oi, Nanda
    Eu vi sua resenha, muito boa por sinal...fiquei em duvida mas acabei contando o "depois" pois havia lido muitas resenhas parecidas no Skoob. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Este foi o primeiro livro do ano para mim. Comecei pegando pesado, né? Mas é mesmo muito bom, comentei lá no meu blog em janeiro.

    beijos e vamos continuar lendo!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Beth
    Fiquei conhecendo esse livro por seu post mesmo!
    Ah, acabei excluindo um comentário seu em um post meu (moderar comentários pelo iPhone dá nisso...rs), sorry por isso!! Bjs

    ResponderExcluir

Adoro ler comentários...na medida do possível, responderei aqui mesmo