quinta-feira, 3 de março de 2011

The Bell Jar - Sylvia Plath


Sinopse: "Escrito em 1961, dois anos antes do suicídio de Sylvia Plath, The Bell Jar (A Redoma de Vidro) traz como personagem central Esther Greenwood, alter ego ficcional de Plath. É fácil reconhecer Plath nas atitudes, dúvidas e neuroses da personagem. Esther é uma jovem provinciana, aluna brilhante de uma universidade do interior que um dia tira a sorte grande e parte para um estágio em uma das mais glamourosas revistas femininas de Nova York. Mas Esther, que em um primeiro momento mostra-se uma mulher segura e ponderada em meio a um grupo de mulheres fúteis, não resiste ao jogo de vaidades e ao mundanismo do seu grupo. O que poderia ser um mundo de oportunidades torna-se uma prisão opressora. Aos poucos, outros aspectos sombrios de sua vida vão sendo desvelados: o frágil relacionamento com a mãe, a figura inexpressiva do pai e o relacionamento mal resolvido com Buddy Willard, exemplo de um tipo de cretino vaidoso muito comum nos Estados Unidos dos anos 50, que Plath — que sofreu indignidades cruéis nas mãos dos homens — construiu com ironia e desprezo cortantes.

Indecisa sobre seu futuro profissional e assombrada pelos fantasmas do passado, Esther vê a volta para casa como a única solução viável. E é lá, rodeada pela mãe de atitudes burocráticas e um ambiente social pouco afetivo, que Esther chega ao limite e tenta se matar. A partir daí, acompanhamos seu calvário por diversos hospitais psiquiátricos, as sessões de eletrochoque e as crises de insanidade que em muitos momentos — o que é mais assustador — beiram a lucidez.

A Redoma de Vidro é o único romance do legado literário de Plath, formado por uma obra poética que inclui livros como Colossus e Ariel. The Collected Poems, editado por seu ex-marido, o escritor inglês Ted Hughes, foi o ganhador do Prêmio Pulitzer de 1982." (Sinopse retirada do site da Editora Record)

Fiz um post sobre a vida e obra de Sylvia Plath no dia do aniversario da morte dela; para ler eh so clicar aqui . Nao foi muito facil ler esse livro, porque li em ingles e eh um livro que precisa ser lido aos poucos, sem pressa, para entender todas as batalhas psicologicas que a personagem trava consigo mesma. Mesmo assim, valeu a pena; eh um livro maravilhoso e da para reconhecer claramente a escritora na protagonista, para quem conhece um pouco da vida tumultuada da poeta. Infelizmente, Sylvia nao teve o final feliz que deu para seu alter ego...
A parte mais angustiante eh quando ela vai para um hospital psiquiatrico, depois de tentar se matar e leva varios eletrochoques como tratamento. Gostei muito do trecho que ela conversa com a mae, depois de sair do hospital e a mae pede para ela agir como se tudo tivesse sido apenas um sonho ruim e ela responde:

"A bad dream. To the person in the bell jar, blank and stopped as a dead baby, the world itself is the bad dream. A bad dream. I remembered everything. (...) Maybe forgetfulness, like a kind snow, should numb and cover them. But they were part of me. They were my landscape."

19 comentários:

  1. Báh estou louca para ler algo da Sylvia por conta de tuas postagens sobre ela, vou procurar edições em português, obrigada por me apresentar uma escritora tão rica e complexa.
    estrelinhas coloridas...

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mi
    Fico feliz por isso, espero que encontre edições em português; se não encontrar leia "Os Diários de Sylvia Plath", esse tem e é muito bom! Bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu quero ler esse livro, mas não tenho como ainda, ja que minha lista de 'para ler' está enoooorme!
    Beijos Lia!

    ResponderExcluir
  4. Acho que tem versão em português sim, chama A Redoma de Vidro :)

    Eu tenho esse livro em casa em uma edição linda e super chique, mas ainda não li... parte pq tenho medo de estragar o livro ahuuha

    ResponderExcluir
  5. Lia, você vai ficar especialista em Sylvia Plath. Mas é assim mesmo, a gente vai lendo um livro de um autor, conhece outro, quer saber mais da vida dele e quando vê já estamos peritos. Bacana! Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Foi um amigo que me apresentou as poesias de Sylvia Plath. Logo depois vi o filme "Sylvia Plath, paixão além das palavras", é ótimo! Minha próxima aquisição é esse livro, mas não acho uma versão em português, nem em sebos...

    ResponderExcluir
  7. Adoro Sylvia, mas só a conheço como poeta. Jorge Wanderley tem excelentes traduções dela, mas algumas poesias tive que ler no meu péssimo inglês. De qualquer modo, tenho muita vontade de ler "A Redoma de Vidro", que possui uma edição pela editora Record, mas não sei o nome do(a) tradutor(a).

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ninna
    Nem me fale...a minha nao para de crescer, me da ate agonia...rs

    Ai, Carol...estragar o livro?? Leia, vale a pena..rs..bjs

    Oi, Cecilia
    Eh verdade; eu gosto de conhecer mais e mais sobre escritores que admiro..bjs

    Francine
    Acho que tem sim em sites como Saraiva e Submarino, de uma procurada..bjs

    Oi, Elaphar
    Eu gostaria muito de ler as poesias, mas eh dificil mesmo achar em portugues e eu ainda nao tenho cacife para le-las em ingles..rs

    ResponderExcluir
  9. Oiii tudo bem? Eu sou do blog O Diário da Emy, e vim aqui pra dizer que adorei o blog!!!!
    se quiser passa no meu blog...Ele esta em construção, mas quem sou eu já esta postado kkkk!

    Bjs Mila

    www.odiariodaemy.blogspot.com

    Obs.: EEEEEE seguidora número 1000 kkkk

    ResponderExcluir
  10. Olá... gostei muito do seu blog. Alguém por favor teria o livro "A Redoma de Livro" para download? Estou desesperada para ler. Já mandei um email para a LPM só para saber se eles iam publicar, já que publicaram Jane Austen e Virginia Woolf, já fui no site da Saraiva (meu site favorito para compras de livro) e o mesmo está indisponível. Se alguém tiver o livro esquecido no computador eu agradeceria se me enviasse o link.

    Ericka Silva

    ResponderExcluir
  11. Olá, A Redoma de Vidro está entre os livros mais fortes que li. Sempre fui intrigada como um talento como ela tenha colocado fim à vida tão cedo. Pesquisei muito e li vários livros sobre ela, com as diversas versões (do marido, da cunhada, etc), e percebe-se que era uma personalidade bi-polar. Uma pena que não foi compreendida, ela era linda.

    Se quiser ler minha resenha, dê uma passadinha no meu blog:
    http://todolivro.blogspot.com/2009/11/redoma-de-vidro-no-mundo-de-sylvia.html#links

    Beijos.

    Fiz uma resenha dele em meu blog: http://todolivro.blogspot.com/2009/11/redoma-de-vidro-no-mundo-de-sylvia.html#links

    ResponderExcluir
  12. Oi Lia, como vai?

    Vc que entende tudo de Clarice Lispectos saberia me dizer em que livro eu encontro esse trecho?
    "Deitada em minha rede com o livro sobre meu colo
    em êxtase puríssimo...não sou mais aquela menina
    com seu livro, mas uma mulher com seu amante..!!"
    bjo
    Cynthia
    PS: Se quiser pode responder lá no meu twitter: http://twitter.com/amicaphilo

    ResponderExcluir
  13. Ainda não li nada dela, mas vontade não falta. E depois dessa tua resenha a vontade cresceu. Beijão!

    ResponderExcluir
  14. Oi Lia, o q houve que vc sumiu??? Espero que esteja tudo bem, nunca te vi passar tanto tempo sem postar nada...

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi, Isis
    Pois eh...estou para escrever um post sobre isso..rs..acho que eh uma crise blogistica...ou bloqueio, sei la...bjs

    ResponderExcluir
  16. Parace bem bonito mesmo, minha professora de literatura já me sugeriu esta leitura várias vezes... está na minha lista!

    Eu nunca li nenhuma obra dela, vc me recomenda algum poema?

    ResponderExcluir
  17. Olá Lia, como vai?!! Saudades de você! Pretende voltar para o Brasil?! Um grande abraço do pessoal do Balaio de Gato!

    ResponderExcluir
  18. Oi, Juliana
    Tudo bem por aqui..saudades do Brasil e da locadora...rs.. nao temos data ainda para voltar; vou em junho passar as ferias..quem sabe dou um pulinho ai? Bjs

    ResponderExcluir
  19. Parabéns pelo blog, gostei muito, sou fã de gente que lê e assim como eu adora escrever...

    Arrumarei uma maneira de ler algo sobre SYLVIA PLATH, gostei muito do que li.

    Favoritei...
    boas postagens...

    quando puder de uma olhada no meu e vamos trocar idéias sobre textos.
    tudo de bom

    www.meninodda.blogspot.com

    ResponderExcluir

Adoro ler comentários...na medida do possível, responderei aqui mesmo