quarta-feira, 31 de março de 2010

501 Grandes Escritores

Quando fui comprar o livro do Saramago na Livraria Saraiva já estava no caixa pagando quando vi o meu mais recente objeto de desejo em promoção:

Não resisti, é claro...mas aconteceu uma coisa que quase sempre ocorre nesta livraria: a moça cobrou o preço normal...eu, rapidamente: "Ei, está na promoção!" E ela: "Ah, está??" E daí cobrou o preço da promoção. Se eu não estivesse prestando atenção, já viu...
Bom, o livro é muito legal, está dividido por épocas, tem um  breve resumo da vida de cada escritor, fotos, obras...achei bem bonito.

Shakespeare


Virginia Woolf

Silvia Plath


Jane Austen

Ilustração de Picasso para Dom Quixote

Tem uma seção especial só com escritores brasileiros:

Drummond

Manuel Bandeira

Capa do livro "As Meninas" de Lygia F. Telles

Clarice Lispector (nem uma fotinho da minha escritora favorita...)

É um excelente livro para deixar na cabeceira e ir consultando aos poucos...tenho certeza que usarei muito.

PS. Desculpem as fotos fora de foco..tirei com celular...

terça-feira, 30 de março de 2010

Decepção com o site Estante Virtual - Problema resolvido

UPDATE: Após quase dois anos  o sebo Distribuição Cultural entrou em contato comigo no final do ano passado e depois da  troca de muitos emails, eles enviaram um livro para compensar o problema ocorrido com o pedido do livro "Memorial do Convento". Quero deixar claro aqui (tenho todos os emails trocados para comprovar), que o sebo, apesar de ter insistido nisso, não comprovou o estorno do dinheiro depositado, mas reconheceu o erro de vender o que não estava mais no estoque. Qualquer dúvida, estou disponível para responder. (17 de janeiro de 2012)


Primeiramente vou avisar que este é um post bem longo...

Semana passada, postei uma entrevista com o criador do site Estante Virtual  e elogiei bastante o  serviço deles. Pois bem, na sexta-feira tive uma bela decepção. Estou precisando ler o livro "Memorial do Convento", de José Saramago, para uma disciplina da faculdade. Depois de pesquisar em várias lojas virtuais, resolvi comprar em um sebo da Estante Virtual. O preço estava bom, diziam que o livro era novo e juntando com o frete saía um pouco mais barato do que na Livraria Saraiva, que estava em promoção, mas sem somar o frete.


Foto retirada do site Estante Virtual
Sebo Distribuição Cultural

Comprei apenas três vezes na Estante e nunca tive problemas. Recebi os livros logo, em bom estado. Aliás, em mais de dez anos comprando pela internet, nunca tive nenhum problema. Dessa vez, o sebo Distribuição Cultural, do bairro Perdizes de São Paulo, cancelou meu pedido após eu ter feito o depósito alegando que não tinha o livro em estoque. Vou explicar direitinho a cronologia do meu pedido porque além de terem feito essa palhaçada, ainda falaram que a culpa foi minha:

Dia 23/03 - e-mail enviado pelo site Estante Virtual:
"Este é o email de confirmação com os dados do seu pedido na Estante Virtual e instruções para completar passos pendentes (se houver). Mantenha-o para referência futura. Confira se o endereço de entrega está correto. Caso não esteja, contate o(s) vendedor(es) imediatamente por email informando o endereço correto de entrega.
------------------------------

Lia Costa





--------------------------------

2 Confira os dados e siga as instruções indicadas. Data da compra: terça-feira, 23 de março de 2010 19:29:47 Nº PEDIDO:

Você escolheu pagar este pedido com Depósito Bancário.
Aguarde e-mail do vendedor com os dados. A estimativa é que o vendedor responda em até 24 horas, mas dependendo da hora de fechamento do pedido e da demanda, pedimos uma tolerância de até 72 horas.Após receber o email do vendedor com os dados para depósito, você deve realizar o pagamento em até 3 dias úteis e confirmá-lo em seguida enviando um email para o vendedor. Após esse prazo, o pedido pode ser cancelado.

José Saramago Memorial do Convento Bertrand Brasil 2009 18.00 LIVRO NOVO.
vendedor: Distribuição Cultural
endereço: Rua Traipu, 17
bairro: Perdizes
cidade: São Paulo / SP
país: Brasil
cep: 01235-000
email: distribuicaocultural@gmail.com
telefone: (11) 3666 -1035
contato: Eduardo Augusto
forma de envio: normal
forma de pagamento: depósito Banco Itaú
subtotal da compra: R$ 18.00
frete: R$ 5.95
TOTAL: R$ 23.95 "

Dia 24/03 recebi um e-mail do sebo Distribuição Cultural:
"Olá Lia ,

Boa tarde, acabo de localizar o seu pedido. Seu livro será enviado
assim que obtivermos a confirmação do depósito no Banco Itaú  Eduardo Augusto, Favor enviar um e-mail confirmando a data e valor exatos do depósito para agilizar o envio. Boa tarde e ótima semana!
Eduardo Augusto Distribuição Cultural

PS* O valor do total do depósito livro + o frete é esse mesmo informado pelo site.
**O livro chegará até você de 3 a 7 dias depois que você enviar o e-mail dizendo valor/ data do depósito.
*** NÃO É NECESSÁRIO FAZER O DEPÓSITO IDENTIFICADO, basta apenas informar o valor exato e o dia do depósito."

Dia 25/03 efetuei o depósito após o almoço e enviei o seguinte e-mail as 15:55 h:
"Olá, Eduardo


Já efetuei o depósito: horário 11:28h, valor R$ 24,00 dia 25/03
Obrigada

Lia  Costa"

Dia 26/03 recebi estes e-mails do sebo às 17:47 h, um seguido do outro:
"Prezada Lia,

Infelizmente os livros que você pediu não se encontram mais em nosso estoque; por uma falha nossa eles ainda estavam cadastrados na Estante Virtual.
Pedimos desculpas pelo transtorno e garantimos que seremos mais cuidadosos com a atualização do acervo online daqui em diante.
Atenciosamente
Distribuição Cultural"

"Olá Lia,


Boa tarde. Seu e-mail de confirmação não foi recebido na ocasião (grifo meu) e cancelamos o pedido quando acabaram os exemplares. Conferi agora e a senhora tem razão, realmente consta em nosso extrato o valor depositado (24,00). Portanto pedimos a gentileza de enviar os dados bancários para o devido estorno do valor pago.
Desculpas pelo inconveniente."

No e-mail do dia 24/03 não está escrito que preciso confirmar o pedido antes de fazer o depósito e sim depois de ter feito, que foi exatamente o que eu fiz. O certo seria verificar ANTES de mandar o número da conta se possuem ou não o livro no estoque.

Bem, para não aumentar ainda mais um post tão grande, reclamei diretamente com o site Estante Virtual (antes mandei um e-mail para o sebo com os dados da minha conta para estorno; até agora não responderam). Responderam que iriam verificar com o sebo o ocorrido para evitar que isso aconteça novamente. Só fiquei chateada porque depois que o sebo cancela o pedido, não podemos qualificá-lo; ou seja, não podemos deixar uma mensagem na página deles avisando que isso aconteceu e evitar que se repita.

Para concluir essa "novela": fui na Livraria Saraiva e comprei o livro por R$ 26,00. Ainda não tive meu dinheiro de volta e sinceramente acho que não vou tê-lo.

ADENDO: Depois de muitos comentários, resolvi deixar mais claro uma coisa: o erro maior foi realmente do sebo, mas fiquei chateada pois é responsabilidade do site fiscalizar os sebos e evitar que isso ocorra. E também achei péssimo não poder qualificar um sebo se eles cancelam seu pedido. Se eu tivesse visto alguma qualificação nesse sentido, não teria feito a compra (li algumas qualificações negativas, mas achei que eram poucas perto das positivas). Provavelmente, não deixarei de comprar no Estante Virtual, mas só comprarei em sites com 100% de qualificações positivas.

Desafio Literário - Março: Razão e Sensibilidade (Livro reserva)

Tema: Clássicos da Literatura
Mês: Março - Livro Reserva
Livro escolhido: Razão e Sensibilidade (Sense and Sensibility)
Autora: Jane Austen
Editora: Nova Cultural
Número de páginas: 366

Sinopse: "A história relata os relacionamentos de Elinor e Marianne Dashwood, duas filhas do segundo casamento de Mr. Dashwood. Elas têm uma jovem irmã, Margaret, e um meio-irmão mais velho, John. Quando seu pai morre, a propriedade da família passa para John, o único filho homem, e as mulheres Dashwood se vêem em circunstâncias adversas. O romance relata a mudança das irmãs Dashwood para uma nova casa, mais simples e distante, e seus relacionamentos. O contraste entre as irmãs, mostrando Elinor mais racional e Mariane mais emotiva e passional, é resolvido quando cada uma encontra, à sua maneira, a felicidade."





O livro é sobre: Apesar de ser um retrato da sociedade inglesa da época, com casamentos de interesses e pelos dotes, acho que é mais sobre a procura do amor, focando em duas irmãs com temperamentos completamente diferentes. Ao longo da história, Elinor e Marianne buscam o equilíbrio entre a razão (ou pura lógica) e a sensibilidade (ou pura emoção) na vida e no amor.

 



Eu escolhi este livro porque: Li "Orgulho e Preconceito" e gostei muito; resolvi então ler os outros livros da autora e este é o único que eu tinha em casa.

A leitura foi: um pouco demorada demais. Não é um livro que dê para ler de uma vez; tem muitas descrições, precisa prestar mais atenção.

Curiosidades: Austen escreve o primeiro esboço de Elinor and Marianne (depois intitulado Sense and Sensibility) em 1795, aos 19 anos. Enquanto ela escrevera, na adolescência, um grande número de ficções curtas, Elinor and Marianne foi seu primeiro romance longo. O roteiro gira em torno do contraste entre o senso de razão de Elinor, e o emocionalismo de Marianne; as duas irmãs podem ter sido inspiradas no relacionamento de Jane com sua irmã mais velha, Cassandra, de forma que Cassandra seria a dotada de razão e ela mesma, Jane, a emocional. Austen pode ter reinvindicado para si mesma o senso de racionalidade, ou simplesmente pode ter tentado fazer uma paródia sobre o romantismo exagerado e a sensibilidade que eram próprios aos anos 1790. O tratamento que Austen dá às duas irmãs é complexo e multi-facetado.


Sobre a autora: Nascida em Steventon, Hampshire, de uma família pertencente à burguesia agrária, sua situação e ambiente serviram de contexto para todas as suas obras, cujo tema gira em torno do casamento da protagonista. Entre 1795 e 1799 começou a redigir as primeiras versões dos romances que se publicariam sob os nomes Sense and Sensibility, Pride and Prejudice e Northanger Abbey (que antes se intitulavam Elinor and Marianne, First Impressions, e Susan, respectivamente). Provavelmente, também escreveu Lady Susan nesta época. Sense and Sensibility,  foi aceita por um editor em 1810 ou 1811, apesar de a autora assunir os riscos da publicação. Foi publicado de forma anônima, en outubro, como pseudônimo: "By a Lady".

Página de título da edição original, 1811

Animada pelo êxito de Sense and Sensibility, a autora tentou publicar também Pride anda Prejudice, que foi vendido em novembro de 1812 e publicado em janeiro de 1813. Ao mesmo tempo, começou a trabalhar em Mansfield Park. Em 1813, a identidade da autora de Pride and Prejudice começou a difundir-se, graças à poupularidade da obra e à indicrição da família. Nesse mesmo ano foi publicada a 2ª edição de suas obras, e em maio de 1814 surgiu Mansfield Park, obra da qual se venderam todos os exemplares em seis meses, e Austen começou a trabalhar em Emma.

Austen começou Persuasion em agosto de 1815, mas um ano depois começou a se sentir mal. No início de 1817 começou Sanditon, porém teve que abandonar a obra por seu estado de saúde. Para receber tratamento médico foi levada a Winchester, onde faleceu em 18 de julho de 1817. Suas últimas palavras foram: "Não quero nada mais que a morte". Tinha 41 anos.



"My idea of good company is the company of clever, well-informed people who have a great deal of conversation; that is what I call good company."— Jane Austen

O livro foi adaptado várias vezes para a TV e cinema. Assisti a versão para o cinema de 1995, com Emma Tompson como Elinor, Kate Winslet como Marianne e Hugh Grant como Edward Ferrars. Achei bem parecido com o livro, apesar do filme ser bem mais resumido. Adorei ver Hugh Grant bem novinho e o rabugento Sr. Palmer de Hugh Laurie é um Dr. House inglês e bem mais jovem. Agora quero assistir a minissérie feita pela BBC em 2008.

Trailler do filme de 1995:


Fonte da pesquisa: Wikipedia

sexta-feira, 26 de março de 2010

Programas Interessantes - TV Futura




Para quem quer conhecer outra face do bibliófilo José Mindlin: Memória Política – José Mindlin

Documentário sobre a vida do bibliófilo e empresário José Mindlin. A partir de depoimentos do próprio Mindlin, o filme registra a atuação política não partidária do personagem, que atravessa vários momentos da história recente do país. Fala-se da sua colaboração na Revolução de 1930, da aproximação da sociedade secreta conhecida como Bucha, do convívio com integralistas e comunistas no ambiente universitário e de sua atuação como secretário de cultura do estado de São Paulo, ocasião em que contratou Vladmir Herzog para diretoria de jornalismo da TV Cultura. ( Domingo, dia 28/03, às 16h30min e 20h30min)
 
 
 
A série Escritores em Primeiro Plano estreou em março e trouxe documentários que mostraram a vida e o trabalho literário de renomados autores latino-americanos, como Mario Vargas Llosa, Isabel Allende, Rigoberta Menchú e Mario Benedetti. Mais do que despertar o interesse pelo nosso continente, a série mostra alguns grandes nomes da literatura e tem como objetivo aproximar espectador do fascinante mundo das letras.
 
 


Dia 29/03 é a vez de Quino - Mafalda é um dos personagens mais fortes do universo dos quadrinhos. Seu “pai”, é o argentino Quino. Conhecido em todo o mundo por seu humor inteligente e engajado, Quino teve seus quadrinhos traduzidos para vários idiomas e viu seus personagens circularem as páginas de humor dos principais jornais do mundo. O divertido encontro com Quino você confere dia 29 de março, segunda-feira, às 23h30.


Pelo o que eu li na revista Nova Escola, a série vai até o dia 01/05 e ainda estão programados escritores como Carlos Fuentes, Eduardo Galeano e  Elena Poniatowska.

 

quinta-feira, 25 de março de 2010

Café-da-manhã com Tiffany - Edwin John Wintle

Café-da-manhã com Tiffany
Memórias de um tio


Sinopse: Ela tem 13 anos, ele tem 40. Ele é o tio Eddy, um solteirão gay que mora no Greenwich Village, em Nova York. Ela é uma sobrinha que adora confusão, piercing no umbigo e fazer do coração do tio gato e sapato. Ao tentar entendê-la e resgatá-la, ele acaba salvando a si próprio, vencendo seus medos de pai improvisado e seguindo numa jornada insólita, pautada pelo esforço de duas pessoas muito diferentes em criar uma família pouco convencional, mas sincera e emocionalmente forte.

"Café-da-manhã com Tiffany", com sua narrativa original e envolvente, é um livro para se compartilhar, discutir e recomendar.


Ed Wintle é um profissional bem-sucedido, urbano, cuja vida, aos quarenta anos, é muito confortável. Solteirão gay, organizado e metódico, ele é pego de surpresa por um telefonema desesperado da irmã e acolhe em sua casa a sobrinha, adolescente problemática,vinda do subúrbio. Juntos, eles começam uma aventura ao mesmo tempo selvagem e terna.

Tio Eddy, o "pai instantâneo", assiste à derrocada de seus melhores planos enquanto Tiffany luta para se ajustar a uma escola pública de cidade grande, com todas as exigências que ela apresenta, e à nova rotina que tem como cenário a vibração  e a beleza complexa de Manhattan.

Eu tinha uma consulta médica na terça feira e sabia que teria que esperar um bom tempo. Resolvi escolher um livro fácil e gostoso de ler. Acabei esperando quase duas horas para ser atendida, mas quase nem percebi, pois a leitura estava muito boa. Esse livro é muito gostoso de ler e a história muito fofa! Tio Eddy é uma graça e tem horas que dá vontade de estrangular a adolescente chata e problemática que sua sobrinha é. Ao mesmo tempo, ela também é amorosa e doce; a história nos envolve, torcemos para que no fim, ela dê um jeito na sua vida e não dê mais trabalho para o seu tio.

Conforme o tempo passa, a gente se esquece que já foi adolescente também...eu li esse livro um pouquinho preocupada, imaginando como minha filha será quando for adolescente...mas não vou sofrer por antecipação; falta muito tempo e quem sabe ela não será uma daquelas raras adolescentes que não dão trabalho nenhum??

Descobri esse livro em algum blog literário, nem lembro qual foi. Está sendo muito bom acompanhar esses blogs; podemos descobrir ótimos livros que não são muito divulgados, como esse por exemplo.

Curiosidade: o nome do livro é uma brincadeira com o  nome do livro de Truman Capote, Breakfast at Tiffany's, (no Brasil o título é Bonequinha de Luxo) eternizado nas telas por Audrey Hepburn.

quarta-feira, 24 de março de 2010

Salão do Livro de Paris



O Salão do Livro de Paris celebrará o 30º aniversário com 90 convidados especiais, incluindo conhecidos escritores internacionais como o italiano Umberto Eco, o americano Paul Auster e a britânica Doris Lessing. (Só vi um brasileiro na lista: Bernardo Carvalho)

A feira, que acontece de 26 a 31 de março, também receberá o húngaro Imre Kertesz, o português Antonio Lobo Antunes e o chileno Luis Sepúlveda, entre outros.

Os olhares também se voltarão para o livro digital, outro convidado de honra e um dos maiores desafios enfrentados atualmente pelo mundo editorial.

Além do espaço destinado a sucessos como o iPad da Apple, o Kindle da Amazon, o Reader da Sony ou a biblioteca digital do Google, o Salão terá espaço para os comic books e o mangá, um gênero que, na França, constitui o segundo mercado do mundo, depois do Japão. (Fonte UOL Notícias)
 
Para quem sabe um pouquinho de francês, este é o site oficial: http://www.salondulivreparis.com/
 
Imagine...Paris e livros...para mim não precisava mais nada!!!

terça-feira, 23 de março de 2010

A cultura dos sebos

Muito interessante a entrevista com o criador do portal Estante Virtual , André Garcia, que saiu na Revista Lingua Portuguesa.


O administrador André Garcia tinha 26 anos quando abandonou uma promissora carreira na área de inteligência de mercado em operadoras de celular, no Rio. Estava farto do mundo corporativo. Na dúvida do rumo a seguir, buscou a vida acadêmica. Mas, ao procurar livros para um mestrado, notou uma lacuna no mercado que mudaria sua trajetória.

Garcia não achava os títulos que queria em bibliotecas e livrarias, perdia-se nos sebos e na falta de oferta de usados na internet. "Eu ia a bibliotecas e livrarias, e não achava o que queria. Nos sebos, vi uma forma de busca elementar. Olhava as lombadas, umas com as letras subindo; outras, descendo; mesmo com paciência, não achava. Vi, então, que o sebo era mais um lugar para deixar o livro encontrar você do que encontrar o livro que de antemão se deseja. É lugar de garimpagem, não busca. Fui à internet e só achei uns seis sites de sebos. Todos caros. Aquilo me chamou a atenção. Pelo desperdício de um acervo inalcançável - o cliente não conseguia uma mera busca. Eu me perguntei porque só uma elite de sebos estava na rede."
Veio então o estalo. Em um ano, lançou o Estante Virtual, portal de compra de livros usados, que completa quatro anos com 1.670 sebos, com 22 milhões de obras reunidas.

Aos 31 anos, Garcia comanda um negócio que vende 5 mil livros diários, em 300 mil buscas (12 buscas por segundo em horário de pico). Para ele, os sebos devem ser valorizados como agentes de democratização da leitura. "Qualquer leitura não é leitura. Ela tem de estimular a imaginação e a reflexão."

Quando perguntado se o brasileiro não gosta de ler ou não compra livros por achar muito caro respondeu: "Os dois. Há muita gente que poderia gostar e não gosta, mas há ainda mais gente disponível à leitura se o livro fosse barato. Para quem não gosta de ler, há a razão educacional: a escola ensina a não gostar, usa uma metodologia que tem êxito inverso. Temos uma base pedagógica em que ler é obrigatório e a biblioteca é vista como lugar de castigo. Mas leitura é subjetividade, é ver o que agrada à sensibilidade e se ajusta à sua forma de ser, ao seu momento. A escola nunca me deu esse espaço e duvido que, salvo exceção, garanta isso a muito aluno. Para os que driblam a escola e aprendem a gostar de ler, há um preço alto a ser encarado. Se você considerar só a lista dos dez mais vendidos, a média é de R$ 43 o exemplar. Lê esses livros quem tem mais recurso."

Para ler a entrevista inteira, é só clicar aqui .

Já comprei alguns livros pelo site e procurando bem, dá para achar bons livros, baratos e bem conservados, às vezes até novos.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Meus mais novos corrupios

No post que escrevi sobre caderninhos de anotações da Livraria Amazon, disse que iria mostrar os meus mais recentes Corrupios:



Quem ainda não conhece esses lindos caderninhos, escrevi sobre eles  aqui , e aqui . E para conhecer o site da loja Corrupiola é só clicar aqui . A Leila e o Aleph são uns fofos e fazem um trabalho maravilhoso. Como escrevi em um e-mail enviado para eles, acredito que não tem como não ter sucesso quem se dedica ao que faz e faz com amor. Sou viciada em Corrupios; estes são da coleção nova.

Na embalagem

Ainda na embalagem

Capa

Dos-à-dos preto*

*dois em um - de um lado com pauta, do outro sem.



Le Petite École Rose (pautado)

Mini-mini clean (fofíssimo!)

Juntamente com os Corrupios, vieram adesivos, um cartão em branco e um cartão carinhosamente manuscrito por Leila e Aleph.

domingo, 21 de março de 2010

Bem vindo, outono!



Esta é a estação do ano que eu mais gosto...seria melhor ainda se eu morasse em uma cidade com uma paisagem igual a esta:



E que venha o frio porque não aguento mais passar calor!!

sábado, 20 de março de 2010

Notícias curtinhas

Nesta semana, nas bancas, o livro Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis - Clássicos Abril Coleções.

Narrado por um defunto, este romance é um divisor de águas na obra de Machado de Assis e na história da literatura brasileira. Enquanto apresenta ao leitor um retrato nada condescendente de si mesmo, o irônico Brás Cubas revela os podres da elite brasileira do séc. XIX.



Hoje, no caderno Sabático do jornal O Estado de São Paulo - Novas biografias chegam ao mercado:


Só esta semana estão sendo lançadas pela Companhia das Letras duas biografias de escritores célebres:


Rimbaud: A Vida Dupla de um Rebelde, do norte-americano Edmund White

Não são poucas as biografias que procuram entender o mistério de Arthur Rimbaud (1854-91). Talento precoce, o poeta francês compôs toda a sua obra antes dos vinte anos, para depois abandonar qualquer projeto de criação artística. Neste ensaio biográfico, o crítico Edmund White refaz a trajetória do artista, de sua juventude sob os auspícios da mãe dominadora à boemia da Paris do fim do século XIX, até as andanças do poeta pela Europa e pelo continente africano depois de abandonar a literatura.


No centro de tudo está o relato da paixão de Rimbaud por outro poeta, o já então célebre Paul Verlaine, que o acolheria sob suas asas e promoveria sua obra nos círculos literários de Paris. Com seu comportamento extravagante, no entanto, Rimbaud afastou Verlaine dos amigos, arruinou seu casamento e foi responsável por sua prisão, anos mais tarde.

Da crônica desse amor conturbado, White extrai também a crônica de toda uma geração. Ganham vida a Paris da Comuna, os cafés e os clubes literários, bem como as polêmicas da época e o gradual impacto da obra de Rimbaud sobre os demais poetas. Num retrato desmistificador, White revela uma vida surpreendente, do artista que revolucionou uma época e que deu as costas à sua criação. (Previsão de Lançamento:26/03)




 O Mundo Prodigioso Que Tenho na Cabeça (ou Franz Kafka: Um Ensaio Biográfico), de Louis Begley, americano de origem polonesa.


O romancista e ensaísta norte-americano Louis Begley trabalhou por vários anos como advogado num grande escritório de Nova York, experiência que decerto lhe foi útil na investigação da formação profissional de Franz Kafka e de sua influência sobre a revolucionária obra do escritor. Como se sabe, Kafka formou-se em direito e por muitos anos trabalhou numa companhia de seguros. Esse e outros fatos relevantes de sua curta biografia (1883-1924) são destacados por Begley por meio de uma criteriosa pesquisa documental, baseada nos diários, na correspondência e, sobretudo, nas entrelinhas das ficções de Kafka.

Os hesitantes relacionamentos amorosos e a inescapável ancestralidade judaica transparecem como principais fontes de tensão da atormentada personalidade do criador de obras-primas como A metamorfose e Na colônia penal. Aprisionado numa sociedade marcada pelo antissemitismo e pela intolerância e, sobretudo, esmagado pela figura do pai, Kafka procurava transfigurar nos escritos suas obsessões e horrores mais secretos. Os diários e as cartas enviadas a amigos e amantes revelam como a vida limitada pelos ritos burgueses quase sempre o levava à beira do colapso, rotina extenuante que pode ter contribuído para a deterioração de sua saúde. Morto pela tuberculose em 1924, aos 41 anos, Kafka deixou um legado literário cuja repercussão não cessa de ser discutida por escritores e críticos.(Previsão de Lançamento: 25/03) Sinopses - site da editora Companhia das Letras


A mesma editora lança ainda este ano (em novembro) Borges: Uma Vida, biografia do maior autor argentino por Edwin Williamson, da Universidade de Oxford. E, para continuar na rota latina, chega no dia 24 às livrarias (pela Ediouro) uma nova biografia do Nobel colombiano, Gabriel García Márquez: Uma Vida, do inglês Gerald Martin.

Divas Abandonadas - Teté Ribeiro

Sinopse: "Que mulher nunca sonhou em ser uma diva? Beleza, sucesso, dinheiro – parece a receita da felicidade para qualquer pessoa.

Segundo a empresária Costanza Pascolato no prefácio do livro Divas Abandonadas, da jornalista Teté Ribeiro, "a vida parece mais fácil para as mulheres bonitas. Elas têm mais namorados, mais gente em volta, mais fãs. Mas isso não quer dizer que são mais felizes que as outras mulheres". As divas também sofrem por amor. E como quase tudo em suas vidas, fazem isso com muita intensidade.
Nos dias de hoje, cada detalhe da vida das mulheres lindas, ricas e famosas são acompanhadas segundo a segundo. Mas nos meados do século XX, o culto às celebridades já existia, mas a tecnologia era menos avançada, não havia sites de fofoca em tempo real e as câmeras fotográficas ainda não tinham sido embutidas em qualquer aparelho eletrônico. A intimidade dessas mulheres era um mistério, como se elas existissem em um universo paralelo, inatingível para meros mortais.

Teté Ribeiro surpreende ao revelar a vida e os amores de 7 entre as maiores divas do século XX: Jacqueline Kennedy Onassis, Maria Callas, Marilyn Monroe, Ingrid Bergman, Sylvia Plath, Tina Turner e Lady Di. O livro revela um trabalho de muita pesquisa e muito jogo de cintura por parte da autora, conhecida por seu texto leve, agradável e cheio de informações. Quando você começa a descobrir os segredos desses grandes ícones do século XX, é impossível largar o livro antes de devorá-lo.

Como todas nós, elas queriam ser amadas. Só que o príncipe encontrado nos filmes e na vida real, como no caso de Diana, era quase sempre um sapo visto pela lente míope de uma mulher apaixonada."

Amei esse livro...li em um dia só, não conseguia largá-lo. Adoro biografias e histórias sobre a vida de divas, mulheres que nos fascinam há gerações são melhores ainda. As que mais gostei foram: Lady Di, Sylvia Plath e Tina Turner.
Primeiramente, Lady Di porque foi a única que pude acompanhar um pouco da história. Lembro que quando era adolescente, sempre procurava notícias sobre ela no jornal e quase sempre saía alguma, nem que fosse uma notinha pequena. Apesar de toda uma vida de luxo e glamour, nunca foi feliz.

Quanto à Sylvia Plath, comecei a me interessar por sua vida e obra quando assisti o filme "Sylvia",com Gwneth Paltrow ótima no papel da poetisa. A escritora também sofreu horrores e acabou se matando com apenas 31 anos.

Já a história de Tina Turner, apesar de ser bem triste também, é bonita pelo exemplo de superação e a volta por cima que ela deu, alcançando enorme sucesso.

As  histórias de Jackie O. e Marilyn Monroe não achei muito precisas. A autora diz que Jackie perdoava as inúmeras traições de JFK porque o amava; na verdade, ela também o traía e muito...e havia muito interesse em permanecer uma primeira-dama. Ela diz também que Marilyn e JFK só passaram juntos uma noite e que a atriz não teve um caso com Bobby Kennedy, irmão de JFK. O livro "Marilyn e JFK, de François Forestier, narra detalhadamente o romance da atriz com os irmãos Kennedy e desmitifica um pouco Jackie O.

Apesar de parecer um livro triste, pois quase todas as divas tiveram final infeliz, vale a pena lê-lo para saber, definitivamente, que não é dinheiro, nem luxo, nem fama que trará felicidade.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Mimos da Amazon - Caderninhos de anotações

Quem acompanha meu blog desde o início já conhece minha paixão por caderninhos de anotações, moleskines, corrupios e etc. Tenho vários e nem tenho tanta coisa assim para escrever..rs...Estava navegando no site da Amazon e me deparei com esses caderninhos maravilhosos:

The Ultimate Book Club Organizer: A Planner for your Reading Group - imagine usar um desses para anotar os livros do Desafio Literário?? Não seria chique?

Contém páginas para  anotar indicações de leitura, informação dos membros do grupo, registro do livro e um calendário de reuniões. Há também extras como adesivos,  bolso para guardar recortes e opiniões, lugares para tomar notas durante a leitura e lugares para marcar a data da próxima reunião.

Capa


Interior



Books I've read - A Reader's Journal - muito fofo esse. Em cada página, há itens como: meu interesse nesse livro é; mensagem do livro; personagens favoritos; quando eu terminei esse livro eu senti; informações gerais sobre os livros, como título, autor, número de páginas. Também há um espaço para anotações e comentários. Muito útil para organizar as leituras.













 

A Book Lover's Diary - é separado por seções: livros para ler, livros lidos, livros para comprar, livros emprestados, livros favoritos, passagens memoráveis e endereços de livraria.

"I never travel without my diary. One should always have something sensational to read in the train." -- Oscar Wilde















E esse é um dos meus mais recentes objetos de desejo relacionados a caderninhos de anotações:

Moleskine Passions Reserve Journal (Diary) - Este título faz parte da nova linha de Moleskines :"Passions". Centrada na 6 grandes paixões do mundo (receitas, vinho, música, livros, bem-estar e filme), Moleskine agora oferece essa gama de 6 notebooks especificamente adaptados a cada paixão. "Livros" apresenta seções para personalização organizadas em ordem alfabética, páginas em branco, um marcador de cortesia e 202 etiquetas adesivas para personalizar ainda mais o notebook.



Da próxima vez, farei um post sobre os mais novos "Corrupios" da minha coleção.

UPDATE: A Glorinha perguntou sobre os preços, achei melhor colocar aqui. O primeiro - The Ultimate Book Club Organizer - custa U$ 7.39. O segundo - Books I've Read, A Reader's Journal - custa U$ 18.95; o terceiro - A Book Lover's Diary - custa U$ 10.17 e o meu favorito, o Moleskine Passion - custa U$ 13.17.
Iria colocar no post, acabei esquecendo: gostaria de saber se alguém já comprou no site da Amazon, se o frete é muito caro. Sei que é por peso e que não há imposto de importação sobre livros. Se alguém já teve esta experiência, me diga só para saber se vale a pena.



quarta-feira, 17 de março de 2010

Selinhos e mais selinhos

Estou super atrasada na postagem de selinhos recebidos; o bom é que agora posto tudo de uma vez.






Regrinhas:
1. Lembrar quem te deu os selinhos! Recebi da A. K. do blog Rock no fone .

PS: O selinho da Blogueira Dedicada também recebi da Aline, do blog Memórias de uma ex-au pair e da Bianca do blog Redoma de Cristal .

2. Falar de dez coisas que te deixam feliz:

- Minha filha;
- Meu marido;
- Ler (é obvio);
- Assistir um bom filme;
- Viajar para um lugar desconhecido;
- Voltar para casa depois de ter viajado por um tempo;
- Comer chocolate;
- Ouvir música;
- Dormir;
- Escrever no blog.



3. Repassar para 10 blogs




Este recebi de Wacinom do blog Em Construção .
Regras: citar 3 livros que tenham marcado minha trajetória e depois enviar para 5 blogs que me fazem viajar.

Livros que marcaram minha trajetória:
1- Reinações de Narizinho - Monteiro Lobato - despertou minha paixão por leitura;
2 - Perto do Coração Selvagem - Clarice Lispector - despertou minha paixão pelos livros de Clarice;
3 - Os Catadores de Conchas - Rosamunde Pilcher - nenhum motivo especial, só acho lindo demais.




Selo "Este blog vale a pena", recebi da Aline, do blog Escrevendo Loucamente . Obrigada, Aline.

Regra: Oferecer o selo a 10 blogueiras(os) que você julga serem dedicadas(os) aos seus cantinhos!




Todos esses selinhos maravilhosos recebi da Bianca do blog Redoma de Cristal  .


Agora, ao invéns de indicar blogs para cada selinho que recebi, indico 10 blogs; as donas sintam-se à vontade, peguem quais quiserem:

1 - Nah, do blog Ler, Dormir, Comer ;
2 - Cristine, do blog Rato de Biblioteca ;
3 - Laura, do blog Laurices ;
4 - Thalita Prado,do blog   Mundo dos Sonhos ;
5 - Natália, do blog Menina da Bahia ;
6 - Fernanda, do blog Coisas Minhas ;
7 - Lilian, do blog Livros, Bate-Papo & Cia ;
8 - Luka, do blog Quem Lê Faz Seu Filme ;
9 - Bia, do blog Livros de Bia ;
10 - Gislaine, do blog Paraíso da Leitura .