quinta-feira, 29 de julho de 2010

O Menino que Amava Anne Frank - Ellen Feldman

Sinopse

"Em "O Menino que Amava Anne Frank", Peter consegue desembarcar nos Estados Unidos, terra da liberdade para milhões de refugiados judeus. Bem-sucedido nos negócios, casa-se com uma americana e tenta levar uma vida absolutamente normal. Ao longo da década de 1950, quando os EUA experimentam o período de esplendor econômico, Peter começa a prosperar, tecendo planos para um futuro sem sombras do passado. No entanto, as recordações da infância começam a atormentá-lo com a publicação de O diário de Anne Frank, aclamado no mundo todo. Trata-se, Peter percebe, de uma história que também é dele. E uma vez que as lembranças vêm a tona, sua vida, como uma espiral, foge totalmente de controle."
 
Este livro não é uma história real, é um romance de ficção sobre o que teria acontecido a  Peter Van Pells (no livro de Anne Frank é chamado de Peter Van Dann) se ele tivesse sobrevivido. Há uma parte no diário em que ele diz a Anne que quando a guerra acabasse, ele gostaria de ir para os Estados Unidos e iniciar uma nova vida. Na vida real, após passar um tempo em Auschwittz, é obrigado a participar da marcha da morte até o campo de concentraçção de Mauthausen, na Austria, onde, segundo a Cruz Vermelha, foi morto, três dias antes do campo ser libertado por tropas americanas.
 
Já no livro, ele sobrevive e consegue criar uma nova vida nos Estados Unidos. Apesar de ter se casado com uma judia, esconde de todos seu passado; a única coisa que permanece é uma tatuagem em seu braço, com o número de prisioneiro no campo de concentração. O livro começa com Peter indo ao médico, pois havia perdido a voz sem motivo algum, no seu ponto de vista. Então, ele começa a contar sua história e no decorrer dela, descobrimos que o que desencadeou seu problemas foi um livro que sua mulher estava lendo. O livro era "O Diário de Anne Frank".
 
Quando o diário é transformado em peça de teatro e depois em filme sua saúde piora, chegando até a colocar em risco a segurança de seus filhos e o seu casamento. Mas o pior de tudo é que ele continua a esconder seu passado. Que agonia que dá!! Tanto sofrimento que poderia ser menor se compartilhado...
 
Não vou contar mais para não estragar o final, mas digo que é um ótimo livro, sobre as consequências de uma guerra tão terrível na vida de uma pessoa, os traumas que ficam e como é difícil seguir a vida carregando o peso do passado. Recomendadíssimo.
 
Esse livro trouxe uma nova visão sobre o diário, foi muito bom lê-lo. Para terminar o meu "ciclo Anne Frank", gostaria muito de ler o livro "Contos do Esconderijo", que são contos, fábulas, ensaios e uma novela inacabada, que ela escreveu no período que esteve escondida.
 

7 comentários:

  1. Bom dia, Lia!

    Sou doida por Anne Frank. O diário dela foi um dos primeiros livros que eu li na vida.

    Já conhecia "O Menino que Amava Anne Frank", mas, não os "Contos do esconderijo"

    Ótimas dicas de leitura! E mais livros para minha pilha! kkk

    Beijos, bom restinho de semana!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Daniela
    Nem me fale em mais livros para pilha...a minha já está gigante...bom resto de semana para vc tb..bjs

    ResponderExcluir
  3. Também quero ler esse livro, e os contos, também... uma dia ainda vou ler! :)

    Ótima resenha...

    ResponderExcluir
  4. Estou lendo agora o Diario de Anne Frank e estou gostando porque é um diário. De qualquer maneira, achei "A Menina que Roubava Livros" com um enredo melhor. É lógico que ali a história era contada por um personagem muito inusitado e que no "Diario de Anne Frank" a história é contada de outra maneira. Ainda estou na metade, mas talvez eu estivesse esperando demais do livro, porque todos dizem que amaram. Bom, vamos ver o desenrolar...

    ResponderExcluir
  5. Oi, Fernanda
    Leia sim, aposto que irá gostar...

    Oi, Erica
    Acho que não dá para comparar o diário com qualquer romance ficcional, são estilos bem diferentes...mas, quando a leitura não vai para frente, é melhor parar um pouco e voltar a ler depois..bjs

    ResponderExcluir
  6. O Diário de Anne Frank já é uma obra fabulosa, este tem cara de ser muito bom também!
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Oi, Josiana
    É ótimo, eu gostei muito. Bjs

    ResponderExcluir

Adoro ler comentários...na medida do possível, responderei aqui mesmo