domingo, 18 de abril de 2010

Dia Nacional do Livro Infantil



Hoje é o Dia Nacional do Livro Infantil e esse dia  foi escolhido pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso, em 2002, em homenagem ao escritor brasileiro José Bento Monteiro Lobato. Monteiro Lobato nasceu em 18 de abril de 1882 e foi o criador da literatura infantil no Brasil. Autor de inesquecíveis histórias infantis, entre elas O Sítio do Pica-Pau Amarelo, cujos personagens Dona Benta, Visconde de Sabugosa, Pedrinho, Narizinho e Emília marcaram a história da literatura infantil.



Homenagem mais que merecida, pois os livros sobre o Sítio são maravilhosos. Já escrevi várias vezes aqui que foi pela leitura de Reinações de Narizinho que me apaixonei por livros. Para quem tem crianças em casa, indico toda a coleção (é bom para adultos também, claro!).



Sou um pouco especialista em literatura infantil (brincadeirinha...) porque tenho uma leitora de seis anos em casa, que gosta de livrarias desde que tinha uns dois aninhos. Ela já possui uma pequena biblioteca e gostaria de indicar alguns livros.

Esses são alguns dos meus preferidos, para crianças um pouco maiores, acima de cinco anos:

Histórias de Bruxa Boa - Lya Luft


Com Histórias de Bruxa Boa, Lya explora um outro universo: o fantástico mundo do imaginário infantil. Inspirada em histórias que contou para sua neta Isabela, hoje com seis anos, a escritora criou personagens que vão encantar e divertir crianças e adultos. São cinco histórias que incluem inusitadas e divertidas sugestões de Isabela, portanto saídas diretamente da fantasia de uma criança... As ilustrações são da pintora e pediatra Susana Luft, mãe de Isabela e filha de Lya.


A menina Tatinha morava no andar de cima de uma casa com papai e mamãe. No térreo morava sua avó, que, poucos sabiam, era uma bruxa boa chamada Lilibeth. Como toda bruxa boa, ela só fazia feitiço para proteger as pessoas e assustar as bruxas más que moravam num buraco feio, sujo e cheio de ratos, na esquina da rua. As bruxas más eram irmãs. A gordinha chamava-se Cara-de-Panela, a magra era a Cara-de-Janela. Tatinha era aprendiz de bruxa, ajudante de Lilibeth nessas histórias em que dois mais dois podem não ser quatro, o claro pode ser escuro e o sol pode virar lua.

Em Histórias de Bruxa Boa, avó e neta embarcam com o leitor em aventuras deliciosas de gente como nós, numa casa divertida com uma família, empregadas que participam de tudo, bebês nascendo, uma avó voando numa vassoura, bruxas perversas que são derrotadas, bichos que falam, lobos, sereias e muita imaginação.




A volta da Bruxa Boa - Lya Luft


Em uma espécie de fábula da família, Lya narra as novidades na vida de Lilibeth, sua neta e as irmãzinhas gêmeas, as bruxas más Cara-de-Panela e Cara-de-Janela e outros personagens adoráveis.

São dois livros bons para ler para crianças porque as histórias são curtinhas, dá para ler um pouquinho de cada vez. Minha filha adora!

As Rosas Inglesas - Madonna


Muita gente pode ter preconceito com esse livro, afinal, Madonna escrevendo livros para crianças?? Pois é...não sei se foi ela mesma quem escreveu, mas até que se saiu bem...eu só conheço esse de todos os livros dela e acho uma graça, tanto a história, como as ilustrações, que são lindas! Tem a continuação - As Rosas Inglesas - Bom demais para ser verdade - mas esse ainda não comprei.

As Rosas Inglesas é uma história de rivalidade e amizade entre garotas de idade escolar na Londres contemporânea. A história acompanha quatro garotas - Nicole, Amy, Charlotte e Grace - que têm onze anos e são grandes amigas, inseparáveis. "Elas são praticamente grudadas na cintura uma da outra", escreve Madonna nesta obra, e todas "tinham um pouco de inveja de uma outra garota do bairro" - uma linda menina chamada Binah, cuja vida aparentemente perfeita as deixa "verdes de inveja". Entretanto, quando uma espevitada fada-madrinha apreciadora de pão de centeio as leva numa viagem mágica, elas aprendem uma lição surpreendente sobre as diferenças entre aparência e verdade. Madonna usou de sua própria vivência para escrever este livro: "Quando criança, eu senti inveja de outras garotas por várias razões. Tinha inveja por elas terem suas mães, por elas serem mais bonitas ou mais ricas", diz ela. "Só quando você cresce é que percebe quanto tempo perdeu com esses sentimentos." As Rosas Inglesas é o primeiro de cinco livros infantis de Madonna.

Lá no alto das nuvens - Paul McCartney


É ele mesmo, o cantor Paul McCartney...ele também escreveu um livro para crianças e com ótimo resultado: Lá no Alto das Nuvens, sua estréia no gênero, é uma bela fábula sobre ecologia e companheirismo.

Com a colaboração de Geoff Dunbar (ilustração) e Philip Ardagh (texto), o ex-Beatles escreve a história do esquilo Serelepe. Forçado a abandonar a Floresta, destruída pelos planos de expansão da malvada Gadolfa, Serelepe luta para encontrar a terra encantada de Animália. Lá, diz a lenda, todos os animais vivem em liberdade e sem medo. Encorajada por Ranulfo, o sapo balonista, Serena, a bela esquilo vermelha, e Ratzy, o urbano roedor, a busca de Serelepe transforma-se num arrojado plano para libertar os animais escravizados por toda parte. Um plano que está perigosamente ameaçado...

Gosto desses livros porque são bem diferentes...mas também acho ótimos todos da Ruth Rocha, Ziraldo (adoro Flicts e O Planeta Lilás), Ana Maria Machado...tem excelentes opções para crianças de todas idades.

6 comentários:

  1. Oiê!
    eu não tenho filhos, mas se tivesse iria enche-los de livros infantis.kkk
    Dia 23 é o dia mundial do livro, não é?
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. É realmente difícil acreditar que Madonna tenha escrito esse livro infantil. Não porque eu duvide da capacidade dela, mas quando uma pessoa tem dinheiro para comprar de tudo, contratar um ghostwriter até que é baratinho. =)

    ResponderExcluir
  3. Lia
    Eu adoro a literatura infantil!!! Conheco todos estes livros que vc citou. Este da Madona dei de presente algumas vezes. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Fiquei com vontade de conhecer Rosas Inglezas, também adoro um livro infantil e meus pequenos também...é um mundo delicioso que não dá vontade de sair... bjo!!

    ResponderExcluir
  5. Nossa! Que lugar legal! Vim atrás de uma imagem e deparei com esta maravilha de blog e vou ficar por aqui te seguindo e lendo tudo.
    Ah...seria perfeito morar numa biblioteca...
    Tchau. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. E muito lega e interssante como marcou a historias do sitio do pica pau Amarelo,realmente convivi bastante tempo lendo e vendo pela televisão |\amo de paixão e espero que as minhas filhas possa viver isso beijosssss fui..

    ResponderExcluir

Adoro ler comentários...na medida do possível, responderei aqui mesmo